Home

Casa JF

Less is more

A CASA, O TERRENO E OS VIZINHOS

O projeto arquitetônico para Casa JF se organiza a partir de um pátio central, que contém os elementos de permanência e lazer (como piscina, gramado e churrasqueira) e três volumes que o circundam (sala, cozinha e quartos respectivamente) e, ao mesmo tempo, se abrem para o pátio.


INCLINAÇÃO

O aclive acentuado do terreno – são sete metros entre o ponto mais baixo e o mais alto – permitiu distribuir os espaços da casa em três níveis, acesso/garagem, sala/cozinha e quartos. Essa organização minimizou a movimentação de terra e possibilitou a criação de um espaço comum, o pátio, onde todos os espaços se abrem para ele com privacidade absoluta em relação as casas vizinhas. O escalonamento dos volumes ao longo do terreno gerou visadas privilegiadas a partir de cada ambiente, garantindo ao volume dos quartos uma condição de mirante da casa.


ADENTRAR A CASA

O acesso à casa acontece e é marcado a partir de uma escadaria que rasga a lateral do volume principal (sala) e se configura como sua única abertura para o exterior. Desta forma, o percurso de entrada se torna um elemento de transição entre o espaço exterior, público, e interior, privado, que reduz a luz do dia para que os olhos se adaptem a luz da casa e, imediatamente depois, se deslumbrem com a luminosidade do pátio. O último patamar da escada de acesso acontece na interseção entre o volume da sala e o da cozinha. Neste ponto também se localiza o estúdio da Renata que, como um panóptico, possui o domínio visual dos principais espaços da casa e do acesso, com vista para o exterior. Contíguo ao estúdio, está também a sala de estar e, na sequência, o escritório do Paulo, uma pequena sala isolada e protegida dos ruídos exteriores.


ESPAÇO DE ENCONTRO

A cozinha e a sala de jantar compartilham o mesmo espaço sob a belíssima abóboda em concreto, que garante um pé-direito alto (5,5m), iluminação e ventilação natural (controlada). É neste espaço que ocorre o “encontro dos rios”, onde todos os percursos se cruzam: quem vem ou vai do volume da sala para o do quarto, ou quem adentra a casa, tem a cozinha como o primeiro espaço de chegada. Toda a dinâmica da casa passará pela cozinha, tal qual um coração que recebe e bombeia todo o sangue do corpo humano. Terá função vital como espaço de encontro e produção. No mesmo volume da cozinha se encontra também a despensa e área de serviço (abrindo para o afastamento lateral) e o banheiro social e, no nível superior, o quarto de hóspedes.


MIRANTE

Os quartos se localizam na parte mais alta do terreno, resguardados das áreas comuns, como uma folie, um pequeno pavilhão afastado da casa principal. Sua posição garante uma visada exclusiva da paisagem, do céu e do pátio da casa. A varanda externa de acesso aos quartos é protegida por painéis móveis em ripado de madeira, garantindo privacidade e abrigo do sol da tarde. Da varanda também se acessa a piscina e o terraço verde sobre o volume da sala, um excelente lugar para fazer uma horta, observar as estrelas e tomar um vinho em uma noite fria.



Cliente: Confidencial

Co-autor: Rafael Balbi

Local: Juiz de Fora, MG

Área: 300m2

Maquete: Robério Catelani

Data: 2021 - Em execução.



Trabalhos relacionados